ESTUDO SOBRE SRI NAMA, NAMABHASA E NAMA-APARADHAS

COM BASE NOS CAPÍTULOS 23, 24 e 25 DO JAIVA DHARMA E SRIMAD BHAGAVATAM

 

 

“Sri Bhagavan tem dois tipos de nomes:

mukhya-nama - nomes principais

 

gauna-nama - nomes secundários

Srsti-karta (Criador), Jagat-pata (Protetor do universo), Visva-nyanta (Controlador do universo), Visva-palaka (Mantenedor do universo), e Paramatma (Superalma) estão relacionados com a criação, dando suporte aos modos materiais. não concedem facilmente resultados transcendentais (cit-phala).

 

NOMES PRINCIPAIS - mukhya-nama

Narayana, Vasudeva, Janardana, HrsikeSa, Hari, Acyuta, Govinda, Gopala e Rama são todos principais. Os nomes estão presentes na morada de Bhagavan (bhagavad-dhama) e são não-diferentes da sua forma (bhagavatsvarupa)

 

FUNÇÃO

Eles descenderam ao mundo material e estão ocupados em destruir maya. Exceto hari-nama, as jivas não têm amigo neste mundo material

 

Esta dito no Brhan-naradiya Purana, que hari-nama é o único caminho.

 

harer namaiva namaiva namaiva

mama jivanam kalau nasty eva nasty

eva nasty eva gatir anyatha

Brhan-naradiya Purana (38.126)

 

A meditação é o processo predominante para a perfeição em Satya-yuga, yajña (sacrifício) em Treta- yuga; é arcana (adoração a Deidade) em Dvapara-yuga. Mas em Kali-yuga, somente hari-nama é minha vida, somente hari-nama é minha vida, so­ente hari-nama é minha vida. Em Kali-yuga, não há nada além de Sri-hari-nama, não há outra maneira, não há outra maneira, não há outra maneira. Hari-nama tem ilimitadas grandezas e maravilhosa Sakti que pode destruir todos os tipos de pecados num instante.

 

aveSenapi yan-namni kirttite sarva-patakaih puman vimucyate sadyah simha-trastair mrgair iva

Garuda Purana (232.12)

 

Aquele que realiza o kirtana de Sri Narayana com absorção livra-se imediatamente de todos os pecados. Eles voam para longe dele assim como um cervo assustado que ouve o rugido de um leão.

 

misérias e todos os tipos de doença desaparecem.

 

adhayo vyadhayo yasya smaranan nama-kirttanat tadaiva vilayam yanti tam anantam namamy aham Skanda Purana

 

Ofereço reverências ao Senhor supremo, que é con­hecido como Anantadeva. Lembrar-se dEle e cantar Seus nomes imediatamente dissipa todos os tipos de doenças e misérias completamente.

 

A pessoa que canta hari-nama purifica a família, a sociedade e o mundo inteiro.

 

mahapataka-yukto’pi kirttayann aniSam harim Suddhantah karano bhutva jayate pankti-pavanah Brahmanda Purana

 

Mesmo se alguém é muito pecaminoso, se ele con­stantemente realiza hari-nama, seu coração se purifica, o status de duas-vezes nascido é alcançado, e assim ele purifica o mundo inteiro.

A pessoa que se dedica ao Sri-hari-nama é aliviada de toda infelicidade, de todas as perturbações, e de todos os tipos de doenças.

 

sarva-rogopaSamam sarvopadrava-naSanam Santi-dam sarva-ristanam harer namanukirttanam Brhad-visnu Purana

 

Quando a pessoa executa Sri-hari-nama-kirtana, todos os tipos de doenças vão embora, todos os tipos de perturbações são apaziguadas, todos os tipos de obstáculos são destruídos e, ela alcança a paz suprema.

 

As qualidades degradadas de Kali não podem afetar quem canta Sri-hari-nama.

 

hare keSava govinda vasudeva jaganmaya itirayanti ye nityam na hi tan badhate kalih Brhan-naradiya Purana

 

Kali não pode ocasionar qualquer impedimento, mesmo por um instante, para aqueles que executam kirtana constantemente cantando: Ó Hare! Ó Govin­da! Ó KeSava! Ó Vasudeva! Ó Jaganmaya!

 

Aquele que ouve Sri-hari-nama liberta-se do inferno.

 

yatha yatha harer nama kirttayanti sma narakah

tatha tatha harau bhaktim udvahanto divam yayuh

Nrsimha-tapani

 

Se até mesmo os residentes do inferno cantarem hari-nama, eles alcançarão hari-bhakti, e entrarão na morada divina.

 

Cantar hari-nama destrói prarabdha-karma (os resultados de atividades piedosas ou impiedosas passadas as quais, neste momento, estão frutificando).

 

yan namadheyam mriyamana aturah patan skhalan va vivaSo grnan puman vimukta-karmargala uttamam gatim prapnoti yaksyanti na tam kalau janah

Srimad-Bhagavatam (12.3.44)

 

Se um ser humano desamparado canta uma única vez, o nome de Sri Bhagavan na hora da morte, em aflição, ao cair ou escorregar, toda a influência de seu karma é destruída e ele alcança a meta mais elevada. Mas, ‘Ai de nós!’ Devido à influência de Kali-yuga, as pessoas não O adoram.

 

É mais glorioso e benéfico o cantar de hari-nama-kirtana do que o estudo dos Vedas.

 

ma rco ma yajus tata ma sama patha kiñcana

govindeti harer nama geyam gayasva nityaSah

Skanda Purana

 

Não há necessidade de estudar e ensinar o Rg, Sama e Yajur Vedas, e assim por diante. Simplesmente exe­cute constantemente o sankirtana do nome de Sri Hari, Govinda.

Executar hari-nama é melhor do que visitar todos os tirthas (locais sagrados).

 

tirtha-koti-sahasrani tirtha-koti-Satani ca tani

sarvany avapnoti visnor namani kirttanat Skanda Purana

 

O kirtana dos nomes de Sri Visnu dá todos os resultados obtidos por ir a milhões de tirthas.

 

Mesmo um vago vislumbre de hari-nama (hari-namabhasa) dá ilimitadamente mais resultados do que todos os tipos de sat-karma (atividades piedosas fruitivas).

 

go-koti-danam grahane khagasya prayaga-gangodaka kalpa-vasah yajñayutam meru-suvarna-danam govinda-kirter na samam SatamSaih

 

Alguém pode dar vacas em caridade no dia de eclipse solar; ela pode residir em Prayaga às margens do Ganga por um kalpa; ou pode executar milhares de yajñas, e dar em caridade uma montanha de ouro tão alta como o Monte Sumeru. Ainda assim, tudo isto não pode nem mesmo ser comparado com um centé­simo da partícula de Sri-govinda-kirtana.

Hari-nama pode conceder todos os tipos de benefí­cios (artha).

 

etat sad-varga-haranam ripu-nigrahanam

param adhyatma-mulam etad dhi visnor namanukirttanam

Skanda Purana

 

O sankirtana dos nomes de Sri Visnu conquista os seis sentidos e os seis inimigos (a começar por kama e krodha) e é a raiz do conhecimento do Eu Supremo.

 

Hari-nama está investido de toda a Sakti (potência).

 

dana-vrata-tapas-tirtha-ksetradinañ ca yah sthitah Saktayo deva mahatam sarva-papaharah Subhah rajasuyaSvamedhanañ jñana-sadhyatma-vastunah akrsya harina sarvah sthapita svesu namasu

Skanda Purana

 

Existem muitas qualidades auspiciosas nos atos de caridade (dana), nos votos (vrata), na austeri­dade (tapa), nos locais sagrados (tirtha-ksetras), nos devatas, dentro de todos os tipos de atividades corretas para remover os pecados, no agregado de todos os poderes (Saktis), nos sacrifícios Rajasuya e ASvamedha, e na meta de conhecimento da identida­de do eu (jñana-sadhya de atma-vastu). No entanto, Sri Hari reuniu todas estas potências e as investiu em Seus próprios nomes.

 

Sri-hari-nama concede bênçãos ao mundo inteiro.

 

sthane hrsikeSa tava prakirttya jagat prahrsyaty anurajyate ca

Bhagavad-gita (11.36)

 

Ó HrsikeSa, o mundo se deleita ao ouvir o kirtana de Seu nome e fama, assim todos ficam apegados a Você.

 

narayana jagannatha vasudeva

janardana itirayanti ye nityam

te vai sarvatra vanditah

Brhan-naradiyaPurana

 

Aqueles que sempre executam kirtana, cantam “Ó Narayana! Ó Jagannatha! Ó Vasudeva! Ó Janardana!” são adorados em todo lugar do mundo.

 

Para aqueles que não têm nenhum caminho, Sri-hari-nama é o único caminho.

ananya-gatayo marttya bhogino’ pi parantapah jñana-vairagya-rahita brahmacaryadi-varjitah sarva-dharmojjhitah visnor nama-matraika-jalpakah sukhena yam gatim na tam sarve’pi dharmikah Padma Purana

 

Aqueles que simplesmente executam kirtana dos nomes de Sri Visnu, às vezes o fazem porque eles não têm nenhum outro meio de sustento, ou estão absortos na gratificação dos sentidos. Eles podem criar problemas para os outros, não praticar celibato e outras virtudes, ou estarem alheios a todo o dharma. Ainda assim, o destino que eles alcançam não pode ser obtido por todos os esforços combinados das pessoas religiosas.

Hari-nama pode ser realizado a qualquer momento e sob qualquer circunstância.

 

na deSa-niyamas tasmin na kala-niyamas tatha

nocchistadau nisedho’sti Sri-harer namni lubdhaka

Visnu-dharmottara

 

Ó você que é ávido por Sri-hari-nama, não há regras de tempo e lugar para o kirtana de Sri-hari-nama.A pessoa pode executar hari-nama-kirtana em qualquer condição, se ela estiver purificada ou contaminada, por exemplo, se ela não lavou a boca após a refeição.

 

Certamente, hari-nama concede mukti muito facilmente para aquele que a deseja.

 

narayanacyutananta-vasudeveti yo narah

satatam kirttayed bhuvi yati mal-layatam sa hi

Varaha Purana

 

A pessoa que vaga sobre a terra sempre cantando os nomes de Narayana, Ananta, Acyuta e Vasudeva irá comigo para Meu planeta.

 

kim karisyati sankhyena kim yogair nara-nayaka

muktim icchasi rajendra kuru govinda-kirttanam

Garuda Purana

Ó melhor dos homens, qual o benefício que uma pes­soa pode obter por estudar a filosofia sankhya ou pra­ticar astanga-yoga? Ó rei, se você deseja liberação, simplesmente, execute o kirtana de Govinda.

 

Hari-nama capacita as jivas a alcançarem Vaikuntha.

 

sarvatra sarva-kalesu ye’pi kurvanti patakam

nama-sankirttanam krtva  yanti visnoh param padam

Nandi Purana

 

Mesmo aquela pessoa que executou atividades peca­minosas sempre e em toda parte, alcança a suprema morada de Visnu ao praticar nama-sankirtana.

 

Cantar hari-nama é a forma mais elevada para satisfazer Sri Bhagavan.

 

nama-sankirttanam visnoh ksut-trt-prapiditadisu

karoti satatam vipras tasya prito hy

adhoksajah Brhan-naradiya Purana

 

Ó brahmanas! Adhoksaja Visnu fica muito satisfeito com aqueles que incessantemente executam o kirta­na de Seu nome, mesmo quando perturbados pela fome e sede.

 

Hari-nama possui a Sakti que controla Sri Bhagavan.

rnam etat pravrddham me hrdayan nasarpati

 yad-govindeti cukroSa krsna mam dura-vasinam

Mahabharata

Quando eu estava longe de Draupadi, ela gritou para Mim, “Ó! Govinda!” Eu fiquei muito endividado para com ela por este chamado de agonia, e não fui capaz de remover esta dívida de Meu coração até este momento.

 

Hari-nama é o purusartha (a suprema meta da vida) para as jivas.

 

idam eva hi mangalyam eva dhanarjanam

jivitasya phalañ caitad yad damodara-kirttanam

Skanda e Padma Puranas

 

O kirtana de Damodara, é a causa de toda a auspiciosidade, e a fonte da verdadeira riqueza. Executar tal kirtana, é o único ganho para quem tem vida.

 

Hari-nama-kirtana é o melhor de todos os diferentes tipos de bhakti-sadhana.

 

agha-cchit-smaranam visnor bahv-ayasena sadhyate

ostha-spandana-matrena kirttanam tu tato varam

 Vaisnava-cintamani

Sri-visnu-smaranam destrói todos os pecados, mas é alcançado somente depois de muito esforço. Visnu-kirtana, porém, é superior porque o mesmo benefício é alcançado simplesmente por vibrar Sri-nama com os lábios.

 

yad-abhyarcya harim bhaktya krte kratu-Satair api

 phalam prapnoty avikalam kalau govinda-kirttanam

 

Todo o benefício obtido ao realizar centenas de yajñas em Satya-yuga, pode ser alcançado em Kali-yuga, ao executar o kirtana dos nomes de Sri Govinda.

 

krte yad dhyayato visnum tretayam yajato makhaih

dvapare paricaryayam kalau tad dhari-kirttanat

Srimad-Bhagavatam (12.3.52)

 

Simplesmente executando o kirtana do nama de Sri Hari em Kali-yuga, concede os mesmos resultados como aqueles que são alcançados por meditar em Bhagavan em Satya-yuga, por adorá-Lo com gran­des yajñas em Treta-yuga, e por executar adoração formal à Deidade em em Dvapara-yuga.

 

A svarupa (natureza e forma) de Sri-nama foi explicada no Padma Purana.

 

nama cintamanih krsnas

caitanya-rasa-vigrahah

purnah Suddho nitya-mukto

`bhinnatvan nama-naminoh

 

Sri-krsna-nama é cintamani-svarupa. Isto significa que ele concede a suprema meta da vida e toda boa fortuna transcendental. Isto é porque, Sri-hari-nama não é diferente dEle (o possuidor de Sri-nama). Pela mesma razão, Sri-divya-nama é a essência da forma da doçura (caitanya-rasa-svarupa), que é completa, pura, e eternamente livre do contato com maya.

 

Sri-nama e Sri-nami (Aquele que possui Sri-nama) não são diferentes em tattva. Por isso, Sri-krsna-nama tem todas as qualidades espirituais presentes no próprio Krsna, o possuidor de Sri-nama. Sri-nama é sempre a verdade completa, e não tem contato com a matéria inerte. Ele é eternamente liberado, porque Ele nunca é condicionado pe­los modos da natureza. Sri-krsna-nama é o próprio Krsna, e por isso Ele é a forma personificada de toda a variedade da riqueza e da doçura transcendental. Sri-hari-nama é a gema que satisfaz todos os desejos (cintamani), e assim ele pode conceder tudo o que alguém deseje.

 

 

QUALIFICAÇÃO PARA CANTAR - SEGREDO

 

Hari-nama não nasceu no mundo material. A centelha consciente jiva, é qualificada para recitar hari-nama quando ela está situada na sua forma espiritual pura. No entanto, ela não pode realizar hari-nama puro com os sentidos materiais, os quais estão condicionados por maya. Quando a jiva obtém a misericórdia de hladini-Sakti, então a atividade de realização de sua svarupa começa e, Suddha-nama surge neste momento. Quando Suddha-nama aparece, Ele misericordiosamente descende na faculdade mental e dança na língua, a qual foi purificada pela prática de bhakti. Sri-hari-nama não é formado por letras, mas quando Ele dança na língua material, Ele se manifesta na forma de letras; este é o segredo de krsna-nama.

 

PROCESSO (ABHIDEYA)

 

Deve-se cantar hari-nama constantemente, contar os nomes apropriadamente em tulasi-mala, ou na ausência desta, contar nos dedos. Deve-se permanecer sempre longe de ofensas. O fruto de Sri-hari-nama-krsna-prema, é obtido por cantar Suddha-nama. O motivo de manter a conta é para que o sadhaka saiba se sua prática de Sri-hari-nama está aumentando ou diminuindo. Tulasi-devi é muito querida por Hari, assim tocá-la enquanto canta o hari-nama significa que hari-nama concede mais benefícios. Quando a pessoa está praticando nama, ela deve entender que Sri-krsna-nama não é diferente de Sua svarupa (a forma intrínseca, eterna).

 

O contínuo nama-sankirtana significa executar kirtana de Sri-hari-nama, em todos os momentos enquanto se senta, levanta, come, ou trabalha, exceto enquanto dorme. Em nama-sadhana não há proibições relacionadas ao tempo, lugar, circunstâncias ou limpeza. Isto é, pode-se estar em uma condição pura ou impura.

 

há três tipos de Vaisnavas: kanistha, madhyama e uttama. Sri Caitanya Mahaprabhu disse a Satyaraja Khan, que qualquer um que recebe krsna-nama é uma Vaisnava. Aquele que constan­temente canta krsna-nama é um madhyama Vaisnava, e o uttama Vaisnava é aquele que simplesmente por vê-lo faz krsna-nama aparecer espontaneamente em nossa boca.

 

Visto que algumas vezes você canta krsna-nama com fé, já alcançou a posição de um Vaisnava.

 

Suddha-krsna-nama

 

Suddha-krsna-nama é o krsna-nama que surgiu através da bhakti unidirecionada pelo resultado da fé plena. Fora isto, o cantar de Sri-nama será experimentado como namabhasa ou nama-aparadha.

 

Quando alguém recebe hari-nama no curso de sadhana-bhakti, este nama pode ser chamado sadhana. Contudo, quando os bhaktas recebem hari-nama no curso de bhava-bhakti ou prema-bhakti, esta manifestação de Sri-hari-nama é sadhya-vastu, ou o objetivo e o objeto da prática. A realização do sadhaka, da contração ou expansão de Sri-hari-nama, irá depender de seu nível de bhakti.

 

NAMA-APARADHAS

 

CANTO 2 CAPITULO PRIMEIRO TEXTO ONZE

 

etan nirvidyamananam

icchatam akuto-bhayam

yoginam nrpa nirnitam

harer namanukirtanam

 

 

TRADUÇÃO

Ó rei, sempre cantar os santos nomes do Senhor seguindo os caminhos das grandes autoridades é sem dúvida a melhor maneira de todas as pessoas alcançarem sem nenhum medo o sucesso, incluindo aqueles que estão livres de todos os desejos materiais, aqueles que desejam todo o gozo material e também aqueles que são auto-satisfeitos em virtude do conhecimento transcendental.

 

SIGNIFICADO

Por Srila Prabhupada

 

No verso anterior, reconheceu-se a grande necessidade de alcançar apego a Mukunda. Existem diferentes categorias de pessoas que de­sejam obter sucesso em diferentes espécies de empreendimentos. De um modo geral, as pessoas materialistas fazem tudo para desfrutar de gozo material. Mas há também os transcendentalistas, que passaram a conhecer perfeitamente a natureza do gozo material e por isso afastam-se desse método de vida ilusória. Através da auto-realização, eles praticamente estão satisfeitos consigo mesmos. E num plano mais elevado, estão os devotos do Senhor, os quais nem aspiram ao desfrute no mundo material, nem desejam escapar dele. Eles buscam satisfazer o Senhor, Sri Krsna. Em outras palavras, os devotos do Senhor não querem nada que reverta apenas em sua satisfação pessoal. Se o Senhor deseja, o devoto está disposto a aceitar todas as classes de condições materiais favoráveis, e se não for este o desejo do Senhor, os devotos podem prescindir de todas as regalias, mesmo que entre elas se inclua a salvação. Tampouco eles são auto-satisfeitos. porque querem unicamente satisfazer o Senhor. Neste verso, Srí Sukadeva Gosvãmi recomenda o canto transcendental do santo nome do Senhor. Quem não comete ofensas quando canta e ouve o santo nome do Senhor passa a familiarizar-se com a forma transcendental do Senhor, e depois com os atributos do Senhor, e em seguida com a natureza transcendental de Seus passatempos, etc. Aqui se menciona que, após ouvir as autoridades, a pessoa deve constantemente cantar o santo nome do Senhor. Isto quer dizer que o primeiro requisito essencial é ouvir as autoridades. Ouvindo o santo nome, a pessoa gradualmente passa a ouvir sobre Sua forma, Seus atributos, Seus passatempos e assim por diante, e então surge a necessidade de cantar as Suas glórias. Este processo é recomendado não apenas para que se execute com sucesso o serviço devocional, mas até mesmo para aqueles que têm apego material. De acordo com Sri Sukadeva Gosvami, este processo de alcançar o êxito é um fato estabelecido e não apenas ele, mas também todos os outros acaryas anteriores chegaram a essa conclusão. Portanto, não há necessidade de alguma outra evidência. O processo é recomendado não apenas para os estudantes que alcançaram diferentes graus de progresso no sucesso ideológico, mas também para aqueles trabalhadores fruitivos. filósofos ou devotos do Senhor que obtiveram as conquistas própria da posição que eles assumiram.

Srila Jiva Gosvami instrui que se deve cantar o santo nome do Senhor bem alto, e como se recomenda no Padma Purãna. deve-se cantar sem cometer ofensas. Quem se rende ao Senhor pode libertar se do efeito de todos os pecados. A pessoa pode libertar-se de todas as ofensas aos pés do Senhor refugiando-se em Seu santo nome. Mas a pessoa não pode proteger-se caso cometa ofensas aos pés do santo nome do Senhor. O Padma Purãna menciona que há dez dessas ofensas.

 

 A primeira ofensa

 é difamar os grandes devotos que pregam ás glórias do Senhor,

 

A segunda

é comparar os santos nomes do Senhor com valores materiais. O Senhor é o proprietário de todos os universos, e portanto Ele pode ser conhecido em diferentes lugares por  diferentes nomes, mas isto de modo algum define a plenitude do Senhor. Qualquer nomenclatura relacionada com o Senhor Supremo é tão sagrada como as outras porque todas se destinam ao Senhor. Esses santos nomes são tão poderosos como o Senhor, e em nenhuma parte da criação nada impede que a pessoa cante e glorifique o Senhor através do nome específico com que o Senhor é conhecido naquele local Todos eles são auspiciosos e ninguém deve distinguir nomes do Senhor como artigos materiais.  

A terceira ofensa

é negligenciar a  ordens dos a acaryas ou mestres espirituais autorizados.

A quarta ofensa

é blasfemar a literatura ou conhecimento védico.

 

A quinta ofensa

é definir o santo nome do Senhor em termos de cálculos mundanos, O santo nome do Senhor é idêntico ao próprio e a pessoa deve procurar entender que o santo nome não é diferente dEle.

 

A sexta ofensa

é interpretar o santo nome.  O Senhor não é imaginário, tampouco o é Seu Santo nome. Pessoas com um  pobre fundo de conhecimento pensam que o Senhor uma imaginação do adorador e portanto julgam que Seu Santo nome é imaginário. Quem segue essa linha de pensamento não pode alcançar o sucesso reservado àquele que canta o santo nome.

 

A sétima ofensa

é apoiar- se na força do santo nome e cometer pecador intencionalmente. Nas escrituras, afirma-se que pelo simples fato de cantar o santo nome do Senhor, a pessoa pode libertar-se dos efeitos de todas as ações pecaminosas. Aquele que, querendo tirar proveito desse método transcendental, continua cometendo pecados na esperança de neutralizar os efeitos dos pecados cantando os santos nomes do Senhor é o maior ofensor aos pés do santo nome. Entre os métodos recomendados para purificação, não há nenhum que sirva para ajudar semelhante ofensor. Em outras palavras, antes de cantar o santo nome do Senhor, alguém talvez tenha sido muito pecaminoso, mas após refugiar-se  no santo nome do Senhor e tomar-se imune, ele deve estritamente abster- se de cometer atos pecaminosos e cultivar a esperança de que seu método de cantar o santo nome lhe dará proteção.

 

A oitava ofensa

é considerar que o santo nome do Senhor e o método como ele é cantado são iguais a alguma atividade material auspiciosa. Existem várias categorias de boas ações que produzem benefícios materiais, mas cantar o santo nome não é um mero serviço sagrado auspicioso. Sem dúvida, o santo nome é serviço sagrado, mas nunca se deve utiliza- lo com esses propósitos. Como o santo nome e o Senhor são da mesmíssima natureza, ninguém deve fazer do santo nome um método de prestar serviço à humanidade. A ideia é que o Senhor Supremo é o desfrutador supremo. Ele não é servo nem supridor dos desejos de ninguém. De modo semelhante, como o santo nome do Senhor é idêntico ao Senhor, ninguém deve tentar utilizar para seu serviço pessoal o santo nome.

 

A nona ofensa

 é fornecer explicações sobre a natureza transcendental do santo nome àqueles que não estão interessados em cantar o santo nome. Se essa instrução é transmitida a uma audiência relutante. o ato é considerado uma ofensa aos pés do santo nome.

 

A décima ofensa

é perder o interesse pelo santo nome do Senhor mesmo após ouvir sobre a natureza transcendental do santo nome. Quem canta o santo nome do Senhor sente seu efeito e liberta-se do con­ceito de falso egoísmo. O falso egoísmo manifesta-se quando a pessoa julga-se o desfrutador do mundo e pensa que tudo no mundo serve apenas ao seu próprio prazer. Todo mundo materialista move-se sob esse falso egoísmo que se apresenta na forma de “eu” e “meu”, mas o verdadeiro efeito de cantar o santo nome é livrar-se dessas falsas concepções.

 

 

NAMA-APARADHA SEGUNDO O JAIVA DHARMA - CAPITULO 24

 

A pessoa deve entender o segredo confidencial, que krsna-nama é mais misericordioso do que krsna-svarupa. A svarupa (forma) de Krsna não perdoa as ofensas feitas a Ele, mas krsna-nama perdoa ambas, as ofensas cometidas para a svarupa e cometidas a Ele mesmo. Quando você canta o nama, deve muito claramente entender as nama-aparadhas, e tentar evitá-las, porque você não pode cantar Suddha-nama até parar de cometer ofensas.

 

CAPITULO 24 DO JAIVA DHARMA

 

“Da mesma maneira, que nama é a verdade mais elevada, também nama-aparadha (ofensas contra Sri- nama) são os mais medonhos de todos os tipos de pecados e ofensas. Todos os outros tipos de pecados e ofensas vão embora naturalmente e automaticamente quando alguém recita Sri-nama, mas nama-aparadha não vai embora facilmente. Na descrição das glórias de Sri-nama no Padma Purana, Svarga-khana (48,49), é dito:

 

nama-aparadha-yuktanam namany eva haranty agham

aviSranta-prayuktani tany evartha-karani ca

 

Para aqueles contagiados com nama-aparadha, Sri- nama irá certamente remover o pecado, contanto que os sadhakas cantem incansável e persistentemente. O próprio Sri-nama irá efetivar a liberação deles.

 

Veja, é muito difícil destruir nama-aparadha. Por isso, uma pessoa deve evitar nama-aparadha quando ela canta Sri-nama. Se ela tenta se esforçar em parar de cometer nama-aparadha, muito rapidamente Suddha-nama irá se manifestar.

Uma pessoa pode estar cantando este Sri-nama continuamente, com os cabelos arrepiados e lágrimas fluindo de seus olhos, mas ainda assim pode ser que por causa de nama-aparadha, ela não esteja recitando Suddha-nama. Por isso, os sadhakas devem dar uma atenção especial a isto, de outra forma, eles serão incapazes de cantar Suddha-nama.

 

SUDHA NAMA

 

Suddha-nama é o hari-nama que está livre dos dez tipos de ofensas. Não há consideração de pureza ou impureza com relação a pronunciação das sílabas de Sri- nama.

 

namaikam yasya vaci smarana-patha-gatham

Srotra-mulam gatam va Suddham vaSuddha-varna-vyavahita-rahitam

tarayaty eva satyam tac ced deha-dravina-janata lobha-pasana-madhye niksiptam syann aphala-janakam Sighram evatra vipra Padma Purana, Svarga-khana (48.60.61)

 

Ó melhor dos brahmanas, se somente um santo nome aparecer na língua, ou entrar no ouvido, ou surgir na lembrança da pessoa, certamente este nama irá libertá-la.

 

De acordo com vidhi (regulação do Sastra), não é tão importante a pureza ou a impureza da pronúncia das sílabas de Sri-nama (nama-aksara). Isto é o mesmo que dizer que Sri-nama não faz tais considerações. Considera-se que o real fruto do cantar não virá rapidamente se este todo-poderoso nome for cantado com o interesse pelo corpo, casa, riqueza, desenvolvimento material, filhos, família, ou cobiça por ouro, mulheres e prestígio.

 

 

OBSTÁCULOS

nama-abhasa - obstáculos comuns

 

nama-aparadha -  grandes obstáculos

 

dois tipos de obstáculos ou ofensas: comuns e grandes. Sri-nama que é cantado com obstáculos comuns é, que concede seu benefício algum tempo mais tarde. Nama que é impedido por grandes obstáculos é nama-aparadha. Esta aparadha não irá embora a menos que a pessoa cante Sri-nama constantemente.

 

 

TIPOS DE NAMA APARADHA

 

 

Há toda uma profunda e essencial análise de­stes dez tipos de nama-aparadha no Padma Purana:

 

satam ninda namnah param aparadham vitanute

yatah khyatim yatam katham u sahate tu tad-vigarham

 

(1)Ofensas terríveis a Sri-nama agravam ao criticar ou blasfemar os santos e grandes bhaktas. Como pode Sri Krsna tolerar blasfêmias de grandes almas que estão devotadas a Sri-nama, e que pregam as glórias de Sri-krsna-nama neste mundo? Por isso, a primeira ofensa é blasfemar os bhaktas.

 

Sivasya Sri-visnor ya iha guna-namadi-sakalam

dhiya bhinnam paSyet sa khalu hari-namahita-karah

 

(2)Neste mundo material, o nome, forma, qualida­des e passatempos de Sri Visnu, e assim por diante, são todos auspiciosos para todos os seres. Se a pes­soa os considera como sendo fenômenos materiais e diferentes do próprio Sri Visnu, isto será prejudicial para seu cantar de Sri-hari-nama. Também é nama-aparadha, acreditar que Siva e os outros devas são independentes ou iguais a Sri Visnu.

 

As outras ofensas são:

(3) guror avajña: desrespeitar Sri-guru que conhece nama-tattva, considerando-o um ser humano comum, com o corpo feito de cinco elementos materiais.

 

(4) Sruti-Sastra-nindanam: blasfemar os Vedas, os Satvatas, os Puranas, e outros Sastras.

 

(5) artha-vadah: pensar que é um exagero a glori­ficação de Sri-hari-nama no Sastra.

 

(6) hari-namni kalpanam: interpretar Sri-hari-nama (de uma maneira mundana) ou pensar que o próprio nama é um produto da imaginação.

 

namno balad yasya hi papa-buddhir

na vidyate tasya yamair hi Suddhih

 

(7) É certo que uma pessoa que esteja ocupada em atividades pecaminosas apoiando-se na força de Sri-nama, não pode ser purificada por práticas artificiais de yoga, tais como yama, niyama, dhyana e dharana.

 

dharma-vrata-tyaga-hutadi-sarva

Subha-kriya-samyam api pramadah

 

(8) É uma ofensa pensar que rituais e atividades pie­dosas materiais, tais como dharma, vrata, tyaga, e homa sejam iguais, ou mesmo comparáveis ao Sri- divya-nama (o nome transcendental) de Bhagavan.

 

asraddadhane vimukhe’pi aSrnvati

yas copadeSah Siva-nama-aparadhah

 

(9) É nama-aparadha dar instruções sobre o auspicioso Sri-nama para aqueles que são infiéis ou são aversos a ouvir Sri-nama.

 

Srute ‘pi nama-mahatmye yah priti-rahito narah

aham-mamadi-paramo namni so’py aparadha-krt

 

(10) A pessoa é um nama-aparadhi se, mesmo de­pois de ouvir as maravilhosas glórias de Sri-nama, ela não demonstra amor ou entusiasmo para cantar Sri-nama e, se agarra as concepções materiais, de “eu” e “meu”; isto é, “eu sou este corpo, composto de sangue, carne e pele, e as coisas relacionadas a este corpo são minhas.”

 

DETALHADAMENTE

 

satam ninda namnah param aparadham vitanute

yatah khyatim yatam katham u sahate tu tad-vigarham

 

 

1 - O primeiro Sloka descreve duas ofensas. É uma grande ofensa blasfemar, censurar ou desrespeitar bhaktas que tenham completamente abandonado práticas material­mente motivadas, tais como karma, dharma, jñana, yoga e tapasya, e com um exclusivo humor de devoção, abrigou-se no Sri-nama de Bhagavan. Sri-Hari-Nama Prabhu não pode tolerar blasfêmias àqueles que pregam efetivamente as glórias de Sri-nama neste mundo. Não se deve blasfe­mar aqueles bhaktas que são exclusivamente devotados a Sri-nama. Ao invés disso, a pessoa deve aceitá-los como a melhor das pessoas santas. Ela deve permanecer e executar nama-kirtana na associação deles. Certamente, a pessoa irá alcançar a misericórdia de Sri-nama rapidamente ao fazer isto.

 

Sivasya Sri-visnor ya iha guna-namadi-sakalam

dhiya bhinnam paSyet sa khalu hari-namahita-karah

 

2. - A segunda ofensa é mencionada na segunda parte do primeiro Sloka, ela foi explicada de duas maneiras.

 

A primeira explicação é que é uma ofensa a Sri-nama considerar que Sadasiva e outros lideres dos devas sejam independentes de Sri Visnu. De acordo com o bahv-iSvara-vada (a doutrina de muitos controladores), SadaSiva é um controlador perfeitamente poderoso, que é independente e separado de Bhagavan Sri Visnu. Entretanto, esta concepção cria um obstáculo para a hari-bhakti exclusiva. Sri Krsna é realmente o controlador de todas as coisas e de todos, e Siva e os outros devas somente alcançam sua posição como con­troladores através de Seu poder. Estes devas não tem seus próprios poderes separados, e é nama-aparadha executar hari-nama pensando que eles são independentes.

 

A segunda explicação é que também é uma ofensa para Sri-nama considerar que a svarupa toda-auspiciosa e intrínseca de Sri Bhagavan, Seu nome, forma, qualidades e passatempos, sejam diferentes da forma (vigraha) eterna e perfeita de Bhagavan. O nome de Krsna, Suas qualidades e Seus passatempos, são todos transcendentais e não são di­ferentes um do outro. A pessoa deve executar krsna-nama-sankirtana com este conhecimento e realização, de outra maneira haverá aparadha (ofensa feita a Sri-nama). Deste modo, deve-se executar krsna-nama depois de primeiro compreender sambandha-jñana; este é o processo.

 

Entender a explicação do relacionamento de simultânea unidade e diferença entre a forma espiritual transcendental e o próprio Sri Krsna, que é o possuidor da forma; entre Suas qualidades transcendentais e Ele que é o possuidor destas qualidades; entre seus nomes e Ele que é o possuidor destes nomes, e entre as partes e o todo. A pessoa que se abriga em Sri-nama também deve aprender de Gurudeva sobre as respectivas natureza de cit (consciência) e acit (inconsciente) tattvas, e sobre o relacionamento entre eles.

 

guror avajña

 

3-  O Sri-nama-guru é aquele que dá instruções sobre a superioridade de nama-tattva, e o dever da pessoa é manter sua bhakti fixa e resoluta a ele. É nama-aparadha minimizar a posição do nama-guru, pensando que ele co-nhece somente sobre nama-Sastra, enquanto os estudiosos da filosofia Vedanta e outros Sastras realmente sabem o significado dos Sastras. Na realidade, nenhum guru é supe­rior ao nama-tattva-vid guru, é uma ofensa pensar que ele seja menos importante.

 

Sruti-Sastra-nindanam

 

4. -  No Sruti há uma instrução especial a respeito da meta última. Lá, está declarado que as glórias de Sri- nama são o processo espiritual mais elevado.

 

om asya jananto nama-cid-viviktanas

 mahas te visno sumatim bhajamahe om tat sat

 

Ó Sri Visnu, aquele que canta Sri-nama atenciosa e apropriadamente não se confundirá nem ficará perturbado em seu bhajana e outras práticas regulativas. Em outras palavras, quando a pessoa aceita Sri-nama, não há questão de lugar, tempo ou pessoa que seja favorável e desfavorável, porque Sri-nama é todo-iluminante, a forma personificada do conhecimento e o, supremo objeto conhecível. Por isso, oferecemos nossas orações a Sri-nama.

 

om padam devasya namasa vyantah

 Sravasya vaSrava annamrktam

namani cid dadhire yajñiyani

bhadrayante ranayantah sandrstau

 

Ó Senhor adorável, eu estou oferecendo reverências aos Seus pés de lótus uma e outra vez. Por ouvir as glórias de Seus pés de lótus os bhaktas, obtêm qualificação (adhikara) para fama e liberação, mas qual é o valor disto? Ainda mais gloriosos são aqueles bhaktas que se ocupam em discussões e debates para estabelecerem Seus pés de lótus como a morada última, e juntos cultivam uma relação de serviço a Você, através da prática de sankirtana. Quando asakti desperta em seus corações, eles abrigam-se exclusivamente em Sua caitanya-svarupa-nama (o nome plenamente consciente) para alcançar o darsana de Seus pés de lótus.

 

om tat u stotarah purvam yathavida

rtasya garvabham janusa piparttana

asya jananto nama cid-viviktana

mahas te visno sumatim bhajamahe

Hari-bhakti-vilasa (11.274.276)

Rg Veda (1.156.3)

 

A letra ‘u’ revela quão grande surpresa é essa de que não podemos tornar nossas vidas bem-sucedidas ao executar kirtana de Sri Krsna como você faz, glo­rificandoaquelasupremamenterenomadaRealidade tat e sat completa e primordial (padartha). A razão é que não sabemos como Seu stava (orações) e kirtana deveriam ser realizados. Por isso, nosso dever eterno é satisfazer o propósito de nossas vidas humanas ao dedicar-nos incessantemente ao cantar dos santos nomes (hari-nama-kirtana).

 

Todos os Vedas e Upanisads proclamam as glórias de Sri-nama, e é nama-aparadha blasfemar os mantras que revelam as glórias de Sri-nama. Algumas pessoas desafortunadas negligenciam os Srutis-mantras que dão estas instruções e, dão mais respeito para as outras instruções do Sruti. Isto é também nama-aparadha, e o resultado é que o ofensor não irá ter nenhum gosto por nama. Você deveria executar hari-nama com o entendimento que estes principais Sruti-mantras são a vida e alma do Sruti.

 

artha-vadah

 

5.-  A quinta ofensa é dar interpretações mundanas a Sri-nama. O Jaimini-samhita explica esta ofensa como se segue:

 

Sruti-smrti-puranesu nama-mahatmya-vacisu

ye’rthavada iti bruyur na tesam niraya-ksayah

 

Aqueles que consideram que os mantras dos Vedas, Puranas, Upanisads e outras literaturas Védicas exa­geram na glorificação do nome de Bhagavan, irão ao inferno perpétuo e jamais retornarão.

 

No Brahma-samhita, Sri Bhagavan disse para Sri Brahma:

 

yan-nama-kirtana-phalam vividham niSamya

 na Sraddhadhati manute yad utarthavadam

yo manusas tam iha duhkha-caye ksipami

samsara-ghora-vividhartti-nipiitangam

 

Se um ser humano não desenvolve fé quando ouve as glórias de hari-nama, mas acredita que elas são um exagero, eu o coloco no terrível ciclo de nascimentos e mortes onde há todos os tipos de misérias. Nos Sastras (escrituras) é dito que os nomes de Bhagavan contêm to­das Suas Saktis. Sri-nama é completamente espiritual e, por isto Ele é bem-sucedido em destruir a ilusão deste mundo material.

 

krsneti mangalam nama yasya vaci pravarttate

bhasmi-bhavanti rajendra mahapataka-kotayah

Visnu-dharma Purana

 

Ó rei, milhões de pecados são reduzidos a cinzas se a supremamente auspiciosa forma do nome de Krsna reside na boca de alguém.

 

nanyat pasyami jantunam vihaya hari-kirttanam

sarva-papa-prasamanam prayaascittam dvijottama

Brhan-naradiya Purana

 

Ó melhor entre os brahmanas, Sri-hari-nama é a ex­piação que destrói todas as formas de pecados, eu considero que aquele que abandona hari-nama não passa de um animal.

 

namno hi yavati Saktih papa-nirharane hareh

tavat kartum na Saknoti patakam pataki

 narah Brhad-visnu Purana

 

A potência de Sri-hari-nama pode remover mais pe­cados, do que possivelmente a pessoa mais pecami­nosa possa cometer.

Todas estas glórias de Sri-nama são a suprema ver­dade absoluta, mas quando aquelas pessoas ocupadas em karma e jñana ouvem-nas, elas inventam explicações para proteger suas próprias atividades. As explicações delas é que as glórias de Sri-nama mencionadas nos Sastras não são realmente a verdade, mas são exageros com o propósito de criar gosto por Sri-nama.

 

Nama-aparadha irá prevenir tais ofensores de obter gosto por hari-nama. Você deveria executar hari-nama com fé completa nas declarações dos Sastras, e nunca se associar com aqueles que dão explicações mundanas. Além disso, se eles aparecerem de repente diante de nossos olhos, deve­mos tomar banho com toda nossa roupa. Esta é a instrução de Sri Caitanya Mahaprabhu.

 

hari-namni kalpanam

 

6. -  A sexta ofensa é considerar que Sri-bhagavan-nama é imaginário. Os Mayavadis e materialistas fruitivos, pensam que o imutável nirviSesa-brahma seja a Verdade Absoluta. Aqueles que acreditam que os rsis imaginaram Sri-bhagavan-nama tais como Rama e Krsna, como um mé­todo para alcançar a perfeição são nama-aparadhis. Hari-nama não é imaginário; Ele é um vastu espiritual eterno. Sri-sad-guru e os Sastras Védicos instruem-nos que quando nós ocupamos no processo de bhakti, hari-nama manifesta-se em nossos sentidos espirituais. Por isso, hari-nama deve ser aceito como a Verdade absoluta, e se alguém pensa que Ele é imaginário, jamais poderá alcançar Sua misericórdia.

 

namno balad yasya hi papa-buddhir

na vidyate tasya yamair hi Suddhih

 

7. - Aquele que se ocupa em atividades peca­minosas apoiando-se na força de Sri-nama é um nama-aparadhi. Se a pessoa executa atividades pecaminosas com a crença que sri-nama irá purificá-la, ela não poderá livrar-se destas montanhas de pecados apesar de seguir as regras e regulações da conduta Vaisnava. Porque todas estas atividades assumem a forma de mais pecados, os quais estão na categoria de nama-aparadha e, somente o processo para nulificar nama-aparadhas poderá destruí-los.

PERGUNTA- se hari-nama pode destruir todos os pecados sem exceção, então por que ele não destrói os pe­cados da pessoa que canta Sri-nama, e por que ela é consi­derada uma ofensora?

 

Desde o dia em que a jiva obtém Suddha-nama, um nome que ela recitar destruirá certamente a soma total de todo seu prarabdha e aprarabdha-karma e, através do segundo nome, prema surgirá. Aqueles que cantam Suddha-hari-nama não tem nem mesmo desejos de executar ativida­des piedosas e, o que dizer de manterem a mentalidade papa-buddhi de que “Devo cometer pecados e, então cantar nama para exonerar-me destes pecados.” Uma pessoa que aceitou o abrigo de Sri-nama jamais cometerá pecado. No entanto, pode ser que um sadhaka recite somente nama-abhasa, e não Suddha-nama, por causa de alguns remanescentes de nama-aparadha. Os pecados que ele cometeu antes de can­tar nama-abhasa estão sendo destruídos e, não há gosto por cometer novos pecados. Nama-abhasa lentamente também destrói qualquer karma pecaminoso restante por causa de práticas anteriores. Algumas vezes, ele sem querer comete novos pecados, mas eles também irão embora por causa de seu nama-abhasa. Todavia, é considerado nama-aparadha aceitar o abrigo de Sri-nama, e então se ocupar em atividades pecaminosas, pensando, “Já que a influência de Sri-nama destrói todos os meus pecados, certamente ele também irá destruir os pecados que eu estou cometendo agora.”

 

dharma-vrata-tyaga-hutadi-sarva

Subha-kriya-samyam api pramadah

 

8. -  Sat-karma refere-se a todos os tipos de dharma (no sentido geral), isto é, varnasrama, praticar caridade e outras atividades piedosas, observar votos (vrata) e outros tipos de atividades auspiciosas, renunciar os resul-tados de todas as atividades (sannyasa-dharma), todos os tipos de yajñas, astanga-yoga, e qualquer outro que o Sastra define como atividade auspiciosa. Estes são todos contados como dharma material (jaa-dharma), enquanto que o Sri- nama de Bhagavan é transcendental a natureza material. Todos estes sat-karma são somente meios auxiliares para alcançar a meta transcendental bem-aventurada, eles não são a meta em si. Contudo, hari-nama é o meio no momen­to do sadhana, e ele é o próprio sadhya, a meta no momen­to de alcançar o resultado. Portanto, sat-karma não tem a menor possibilidade de ser comparado com hari-nama, e aqueles que consideram que sat-karma é igual a hari-nama são nama-aparadhis. Aquele que ora para Sri-hari-nama pelos insignificantes resultados da realização sat-karma é um nama-aparadhi, porque suas atividades expõem a concepção de que várias formas de sat-karma são iguais a Sri-nama. Você deveria aceitar o abrigo de hari-nama com inteligência espiritual, sabendo que os resultados de sat-karma são muito insignificantes. Este é o entendimento do processo de sadhana (abhidheya-jñana).

 

asraddadhane vimukhe’pi aSrnvati

yas copadeSah Siva-nama-aparadhah

 

9. -  Dentre todas as instruções dos Vedas, as instruções sobre hari-nama são as mais importantes, e so­mente aqueles que têm fé em bhakti exclusiva são quali­ficados para ouvir as glórias de Sri-nama. É uma ofensa dar instruções sobre hari-nama, para aqueles que não tem fé, que são aversos ao serviço transcendental a Hari, ou que não tem gosto por ouvir nama. É um grande benefício dar instruções que hari-nama é a mais exaltada de todas as práticas espirituais, e que todos que aceitam hari-nama irão tornar-se muito afortunados, mas a pessoa não deve dar tais instruções sobre hari-nama para aqueles que são desqua­lificados. Quando você se torna um parama-bhagavata, então será também capaz de transmitir Sakti. Tal grande Vaisnava pode primeiro criar fé em hari-nama ao conce­der Sakti espiritual para as jivas, e depois disto instrui-las sobre hari-nama. Contudo, enquanto você permaneçer um madhyama Vaisnava, deverá evitar aqueles que são infiéis, desinteressados e invejosos.

 

 

O comportamento daqueles que dão hari-nama para pessoas desqualificadas pela cobiça, por riqueza, nome e fama é de nama-aparadhi.

 

Srute ‘pi nama-mahatmye yah priti-rahito narah

aham-mamadi-paramo namni so’py aparadha-krt

 

 

10 -  As pessoas no mundo material pensam: “Sou isso ou aquilo. Esta riqueza, filhos e parentes são todos meus.” Eles estão loucamente absortos em tal consciência material. Se por coincidência eles ouvirem as glórias de hari-nama de pessoas instruídas, um momento de renúncia ou conhecimento pode aparecer, mas então se eles consci­entemente não mantêm sua atração por Sri-nama, eles são também nama-aparadhis. Portanto, é dito no segundo Sloka do Siksastaka:

 

namnam akari bahudha nija sarva-Saktis

 tatrarpita niyamitah smarane na kalah

etadrSi tava krpa bhagavan mamapi

durdaivam idrSam ihajani nanuragah

 

Ó Bhagavan, Você Se manifestou em vários nomes, tais como Krsna, Govinda, Gopala, Vanamali, e as­sim por diante. Você investiu todas as Suas energias (Saktis) nestes nomes, e não há regras quanto a tempo ou lugar desfavorável para se lembrar de Sri-nama. Sua misericórdia é sem causa, mas desafortunada­mente, devido as minhas ofensas (aparadhas), não tenho gosto por Sri-hari-nama, o qual Você tornou facilmente disponível.

Deve-se permanecer livre dos dez tipos de nama-aparadha, e ocupar-se em hari-nama. Ao agir assim, Sri- nama irá rapidamente conceder Sua misericórdia na forma de prema, e transformá-lo num parama-bhagavata.

 

Os Mayavadis, karmis e yogis são ofensores de Sri- nama. Neste caso não é apropriado para Vaisnavas puros participar quando várias pessoas se reúnem para executar nama-sankirtana quando o grupos de sankirtana no qual nama-aparadhis são proeminentes e o cantor líder é um nama-aparadhi.

Contudo, não há falta em participar em grupos de sankirtana no qual Vaisnavas puros ou bhaktas em geral que são nama- abhasis são proeminentes. Ao contrário, em tal sanga ha­verá ganhos na forma de ananda em nama-sankirtana.

 

CAPITULO 25 DO JAIVA DHARMA

 

 

NAMABHASA

 

Significa a semelhança de sri-nama. A palavra abhasa significa brilho, sombra ou reflexo. Como o brilho que emana de um objeto naturalmente lustroso tem kanti (refulgência) ou chaya (sombra), assim como o sol o Nome tem dois tipos de abhasa: um é a sombra (nama-chaya) e o outro é o reflexo (nama-pratibimba).

 

 

ABHASA

abhasa têm duas divisões: pratibimba (reflexo) e chaya (sombra).

 

Quando os Vaisnavas praticam hari-nama, e sua prática está no nível de bhakty-abhasa, o nama que eles cantam é chamado de namabhasa. Eles também são vaisnava-abhasa, não são bhaktas puros. Bhava e bhakti são uma e a mesma coisa; é somente porque eles estão em diferentes níveis que eles são conhecidos por diferentes nomes.

 

PERGUNTA -  A jiva é  chamada vaisnava-abhasa Em que plataforma?

 

 

O Srimad-Bhagavatam (11.2.47) diz:

 

arcayam eva haraye pujam yah sraddhayehate na tad-bhaktesu canyesu sa bhaktah prakrtah smrtah

 

A pessoa é um devoto materialista (kanistha) se ela aceita a arca-murti de Bhagavan como Sri Hari e a adora com fé, mas não adora sinceramente os bhaktas de Krsna ou outras jivas.

 

Neste sloka a palavra sraddha é mencionada. Contudo, o significado pretendido é sraddhabhasa, não sradha.

 

Se a pessoa adora Krsna, mas não Seus bhaktas, sua sraddha é uma ou outra, ou chaya (sombra) ou pratibimba (reflexo).

 

Este tipo de fé é mundana, e não espiritual (aprakrta-sraddha). Portanto, nós devemos entender que qualquer um que tiver este tipo de fé é um devoto materialista (prakrta-bhakta), ou um Vaisnava aparente (vaisnava-abhasa).

Sriman Mahaprabhu disse que o pai e o tio de Sri Raghunatha dasa Gosvami, Hiranya e Govardhana eram vaisnava-praya. Isto significa que eles aceitaram as marcas e vestes Vaisnavas, e cantavam namabhasa, como se eles fossem suddha-bhaktas, mas realmente eles não eram Vaisnavas puros.

 

SINTOMAS DE SUDDHA-NAMA

 

Suddha-nama significa cantar nama com uma atitude favorável, enquanto mantém-se livre de todos os desejos materiais (anyabhilasa), e da cobertura de jñana, karma e assim por diante.

 

Desejar a suprema bem-aventurança que vem quando a natureza transcendental de nama manifesta-se claramente não é anyabhilasa .Quaisquer tipos de desejos além deste – tais como os desejos por estar livre de pecados e de obter liberação – são certamente anyabhilasa.  

 

E enquanto anyabhilasa a permanecer não haverá suddha-nama; e enquanto a pessoa desejar os frutos da prática de jnana, karma, yoga e assim por diante  suddha-nama não irá se manifestar.

 

Suddha-nama vem somente com a aceitação de nama com inclinações favoráveis e, rejeição de todas as emoções desfavoráveis do coração. Se a pessoa mantém em mente estas características de bhakti e as considera cuidadosamente, fica evidente que suddha-nama é certamente o nama que está livre de nama-aparadha e namabhasa. Por isso, Sri Gauracandra, o misericordioso avatara de Kali-yuga, disse:

 

trnad api sunicena taror api sahisnuna amanina manadena kirtaniyah sada harih Siksastaka (3)

 

A pessoa deve considerar-se mais insignificante e inferior do que uma palha na rua, ser mais tolerante do que uma árvore. Ela deve oferecer todo o respei­to aos outros, sem desejá-lo para si própria. Assim, ela estará qualificada para cantar constantemente sri- nama.

 

DIFERENÇA INTRÍNSECA

ENTRE NAMABHASA E NAMA-APARADHA

 

Quando não há suddha-nama, sri-nama é chamado namabhasa.

 

Este namabhasa é chamado namabhasa em um estágio e, nama-aparadha em outro.

É chamado namabhasa, quando devido à ignorância canta-se impuramente, ou seja, sob o controle da ilusão e desatenção.

No entanto, quando esta impureza vem do impulso do desejo para a gratificação dos sentidos (bhoga) ou liberação (moksa), ou é influenciada pela concepção Mayavada, é chamado nama-aparadha.

Se os outros tipos de aparadhas que eu disse a você antes estiverem presentes simplesmente devi­do a ignorância, o asuddha-nama (nome impuro) cantado nesta situação não é nama-aparadha, porém namabhasa.

A pessoa deve lembrar que se ela não comete nama-aparadha quando canta, existe a esperança que namabhasa vá embora, e que suddha-nama apareça. Porém, se há nama-aparadha, o despertar do nama puro no coração pode somente acontecer com grande dificuldade. Não há outro meio para obter benefício além deste método que eu expliquei para tornar-se livre de ofensas contra sri-nama.

 

PERGUNTA -  Se a pessoa está recitando namabhasa, o que deveria ela fazer para que este namabhasa possa se transformar em suddha-nama?

 

RESPOSTA É aconselhável a associação de suddha-bhaktas. Se ela permanecer na companhia desses bhaktas e cantar nama de acordo com a ordem e orientação deles, ela irá adquirir um gosto por suddha-bhakti. E então suddha-nama aparecerá na língua no devido momento. Ao mesmo tempo, ela deverá abandonar diligentemente a companhia de nama-aparadhis, porque suddha-nama não manifestará se ela permanecer na associação deles. Sat-sanga é a única causa da boa fortuna da jiva. É por isso que o Senhor de nossavida, Sri Gaurangadeva, instruiu Sanatana Gosvami que sat-sanga é certamente a raiz de bhakti. A pessoa deve sempre renunciar a associação com mulheres e não-devotos e, praticar krsna-nama na associação de bhaktas.

 

PERGUNTA - O sadhaka pode cantar suddha-nama sem deixar sua esposa?

 

RESPOSTA: Certamente, é imperativo deixar a associação de mulheres. Um grhastha-vaisnava que permanece com sua esposa casado em um humor desapegado está agindo apropriadamente no mundo Vaisnava e, isto não é chamado “associação com mulheres”. O apego de homens por mu-lheres e de mulheres por homens é chamado yosit sanga. Se um chefe de família canta krsna-nama e abandona seus apegos, então ele irá certamente alcançar a mais elevada meta da vida.

 

TIPOS DE NAMABHASA

 

O Srimad-Bhagavatam (6.2.14) enumera quatro tipos de namabhasa:

 

sanketyam parihasyam va stobham helanam eva va vaikuntha-nama-grahanam asesagha-haram viduh

 

A pessoa pode recitar sri-krsna-nama para: indicar outra coisa (sanketa), em tom de brincadeira (parihasa), com contrariedade (stobha) ou desrespeitosamente (hela). Pessoas eruditas sabem que estes quatro tipos de sombras, namabhasa, destroem pecados ilimitados.

Aqueles que são ignorantes de nama-tattva e sambandha-tattva realizam estes quatro tipos de namabhasa.

 

SANKETYA-NAMABHASA

 

Sanketya-namabhasa é proferir o nome de Bhagavan ao se referir a outra coisa. Por exemplo, Ajamila chamou seu filho Narayana no momento da mor­te, mas o nome Bhagavan Sri Krsna é também Narayana, assim Ajamila ao pronunciar ‘Narayana’ é um exemplo de sanketya-namabhasa. Quando os muçulmanos veem um porco, eles demonstram ira e exclamam: “Harama! Harama!” A exclamação ‘harama’ contém duas palavras ‘ha’ e ‘rama’, assim a pessoa proferindo a palavra ‘harama’ também obtém libertação do ciclo de nascimentos e mortes como um resultado de cantar este sanketya-nama.

 

Todos os sastras aceitam que namabhasa concede mukti. Através de sri-nama, o relacionamento é fortemente estabelecido com Mukunda (o doador da liberação). Por­tanto, ao recitar sri-nama a pessoa está em contato com Bhagavan, Mukunda, e por este contato, mukti (liberação) é facilmente obtida. A mesma liberação que é obtida com grandes dificuldades através de brahma-jñana, está facil­mente disponível para todos sem grandes dificuldades atra­vés de namabhasa.

 

PARIHASA- NAMABHASA

 

Nós lemos em diferentes partes nos sastras, que aqueles que recitam os nomes de Krsna em tom de brincadeira obtêm liberação. Isto inclui aqueles que desejam liberação (mumuksu), aqueles que se vangloriam de sua vã erudição, mlecchas que são desprovidos de tattva-jñana, e aqueles que são asurikas (demoníacos) e na rea­lidade opostos à meta última. Agora, por favor, conte-nos sobre stobha-namabhasa.

 

STOBHA - NAMABHASA

 

Stobha significa recitar sri-nama em tom de contrariedade para impedir outros em seu cantar do nome de Krsna. Por exemplo, enquanto um bhakta puro está can­tando hari-nama, um ofensor pode vê-lo, e fazer caretas, dizendo: “Seu ‘Hari-quista’ irá lhe dar tudo!” Este é um exemplo de stobha, e este stobha-nama pode conceder li­beração mesmo para tais pessoas hipócritas como esta. Os nomes têm esta potência natural.

 

HELA-NAMABHASA

 

Hela-namabhasa significa recitar sri-nama desrespeitosamente. É dito no Prabhasa-khanda que cantar sri-nama negligentemente também resultará em liberação deste mundo material.

 

madhura-madhuram etan mangalam mangalanam sakala-nigama-valli sat-phalam cit-svarupam sakrd api parigitam sraddhaya helaya va bhrguvara nara-matram tarayet krsna-nama

 

Ó melhor dos Bhrgus, este nama-brahma é mais doce do que tudo que é doce e mais auspicioso do que todas as coisas auspiciosas. Ele é o puro fruto saboroso da florescen­te sruti, a trepadeira-dos-desejos, e aparece como a perso­nificação do conhecimento, que liberta todo ser humano mesmo que se uma vez canta sri-krsna-nama com respeito ou com desrespeito.

 

Neste sloka, a palavra sraddhaya significa ‘com res­peito’ e helaya significa ‘com desrespeito’. O significado da declaração naramatram tarayet é que o nome de Krsna dá liberação até mesmo para outros cultos religiosos.

 

PERGUNTA:  é uma ofensa cantar hari-nama em tom de contrariedade ou desrespeitosamente?

 

RESPOSTA  É uma ofensa se alguém é desrespeitoso consciente e com má intenção, mas se alguém é desrespeitoso inconscientemente, isto é namabhasa.

 

RESULTADO DE NAMABHASA

O QUE ELE NÃO PODE DAR

 

Namabhasa irá dar todos os tipos de desfrute, felicidade, liberação e os oito tipos de perfeições (siddhis), mas ele não concederá krsna-prema, que é a mais elevada meta da vida humana. No entanto, por abandonar a má associação, e por associar-se constan­temente com suddha-bhaktas e seguir suas instruções regularmente, a pessoa pode rapidamente tornar-se um madhyama Vaisnava. Então, mesmo dentro de poucos dias, ela poderá obter suddha-bhakti e krsna-prema. externamente os sinais de um Vaisnava e, constantemente executam namabhasa. Ainda assim, apesar deles se ocuparem desta maneira, por um longo tempo, eles não recebem prema. Qual é a razão disto?

 

SEGREDO

Aqui há um segredo. O vaisnava-abhasa-sadhaka é qualificado para receber devoção pura, porém ele não tem bhakti pura unidirecionada. Pode ser que ele esteja associado com uma pessoa que ele pense ser um sadhu, masquenarealidadeéumMayavadi enãoum sudha-bhakta. Devido a esta indesejável associação, o sadhaka irá seguir as instruções apasiddhantikas do Mayavadi e, como resultado, qualquer bhakty-abhasa que ele tenha, irá desaparecer, e ele irá gradualmente cair na categoria de vaisnava-aparadhi. Nesta condição, é completamente difí­cil – na verdade é praticamente impossível – para ele ser bem-sucedido em sua prática. Todavia, se sua sukrti anteri­or for forte, irá removê-lo da má associação e o colocará na associação de pessoas santas; e desta sat-sanga ele poderá obter o Vaisnavismo puro novamente.

 

RESULTADO DE NAMA-APARADHA

 

O acúmulo de pecados de nama-aparadha é até mais sinistro do que os resultados de cometer os cinco maha-papa milhões de vezes: assim nós podemos estimar o tenebroso resultado de nama-aparadha.

 

Existe algum bom resultado que se pode obter por recitar os nomes MESMO ofensivamente.

 

Sri-nama irá dar qualquer resultado que o nama-aparadhi desejar enquanto ele estiver cantando os nomes, MAS Ele não irá conceder krsna-prema. Ao mesmo tempo, o ofensor tem que sofrer o resultado de suas ofensas contra sri-nama. A pessoa que comete ofensas a sri-nama, e que canta o nome com uma mentalidade maliciosa irá receber os seguintes resultados: No início, o nama-aparadhi canta sri-nama com uma mentalidade maliciosa, mas após algum tempo ele ocasionalmente can­ta nama livre de maldade. Este cantar do nome sem essa mentalidade enganosa, outorga a ele o acúmulo de sukrti. Lentamente, quando esta sukrti aumenta, sua influência o capacita a receber a associação de pessoas santas que estão cantando suddha-nama. A influência de sat-sanga induz o nama-aparadhi a cantar sri-nama constantemente, o qual o liberta de nama-aparadhas.

Mesmo pessoas que tinham um grande desejo por liberação, gradualmente tornaram-se hari-bhaktas por se abrigarem neste processo.

 

CANTAR SRI-NAMA CONSTANTEMENTE

PERGUNTA -  Se simplesmente o cantar de um nome com sucesso remove todos os pecados, então porque é necessário, como um contínuo fluxo de óleo fragrante?

 

PERGUNTA -  De toda maneira, o comportamento e o eu interior do nama-aparadhi são sempre enganosos. Por natureza ele é oposto a Krsna (bahirmukha), e por isso ele não tem gosto por pessoas santas ou parafernália e datas auspiciosas relacionadas a Bhagavan. Sua inclinação natural é por pessoas, coisas, conclusões e atividades desprezíveis. Contudo, se ele sempre canta sri-nama, ele não irá ter tempo para associação e atividades indesejadas, e porque ele não está em má associação, seu cantar de sri-nama irá gradualmente tornar-se puro e dar-lhe um gosto por objetos auspiciosos.

 

INSTRUÇÕES FINAIS.

 

Babaji: Pandita Jagadananda nos dá uma bela instrução em seu Prema-vivarta (Capítulo 7). Ouça atentamente:

 

asadhu-sange bhai, krsna-nama nahi haya namaksara bahiraya bate, tabu nama kabhu naya

 

Lembre-se, Bhai (meu querido irmão), krsna-nama não pode despertar na associação de não-devotos. Apenas as sílabas de sri-nama surgirão na boca, mas nama mesmo permanecerá distante.

 

kabhu namabhasa, sada nama-aparadha e saba janibe bhai, krsna-bhaktir badha

 

Certamente, há somente nama-aparadha na associação deles. Algumas vezes, por grande fortuna, haverá namabhasa, mas você deve saber que ambos namabhasa e nama-aparadha são obstáculos para krsna-bhakti.

 

yadi karibe krsna-nama, sadhu-sanga kara bhukti-mukti-siddhi-vañcha dure parihara

 

Se você quer cantar krsna-nama puro, então tenha sadhu-sanga e, ao mesmo tempo renuncie completamente todos os desejos por desfrute, liberação e perfeições místicas.

 

dasa-aparadha tyaja mana apamana anasaktye visaya bhuñja, ara laha krsna-nama

 

Permaneça livre das dez ofensas a sri-nama, do falso prestígio, criticar os outros, e assim por diante. Aceite os objetos dos sentidos somente de acordo com a necessidade, num espírito de desapego e incessantemente cante krsna-nama.

 

krsna-bhaktir anukula saba karaha svikara krsna-bhaktir pratikula saba kara parihara

 

Aceite tudo o que for favorável para krsna-bhakti como sua própria vida, e abandone completamente tudo o que possa impedir sua prática de krsna-bhakti.

 

jñana-yoga-cesta chada ara karma-sanga markata-vairagya tyaja yate deha ranga

 

Abandone todos os esforços por karma, jñana e yoga, e permaneça à parte do apego aos sintomas externos de renúncia (markata-vairagya).

 

krsna amaya pale, rakse – jana sarva-kala atma-nivedana-dainye ghucao jañjala

 

Sempre tenha fé plena que: “Krsna certamente irá mantê-lo e protegê-lo.” Adote as qualidades de saranagati que é iniciada por dainya (humildade) e atma-nivedana (completa rendição aos pés de lótus de Krsna), por praticar estes seis tipos de auto-entre­ga amorosamente, a rede de maya é destruída.

 

sadhu paba kasta bada jivera janiya sadhu-bhakta-rupe krsna aila nadiya gora-pada asraya karaha buddhiman gora bai sadhu guru keba ache an

 

Portanto, Ó pessoas inteligentes, abriguem-se aos pés de Sri Gaura. Quem é maior sadhu ou guru do que Ele? Ele é o próprio Krsna.

 

vairagi bhai gramya-katha na sunibe kane gramya-vartta kahibe, jabe milibe ana

 

Meu irmão renunciado, se você algumas vezes encontrar-se com outros, não ouça ou discuta tópicos mundanos.

 

svapne o na kara bhai stri-sambhasana

grhe stri-chadiya bhai asiyacha bana

 

Ó Bhai, não fale com mulheres, até mesmo em sonhos. Lembre-se como você deixou sua esposa em casa e veio para a floresta (Sri Vrndavana) para ocupar-se sinceramente em bhajana.

 

yadi caha pranaya rakhite gaurangera sane chota-haridasera katha thake yena mane

 

Se você deseja colocar seu amor nos pés de lótus de Sri Gauracandra sempre mantenha em sua men­te oduro procedimentode SrimanMahaprabhucom Chota Haridasa em relação a isto.

 

bhala na khaibe, ara bhala na paribe

hrdayete radha-krsna sarvada sevibe

 

Não coma alimentos suntuosos ou use roupas finas, mas sempre no âmago de seu coração renda seva para Sri Radha-Krsna.

 

bada-haridasera nyaya krsna-nama balibe badane asta-kala radha-krsna sevibe kuñja-bane

 

A toda hora, dia e noite, encha sua boca com hari-nama da mesma maneira como Bada Haridasa e, em seu coração execute seva a Radha-Krsna nos kuñjas de Vrndavana durante os oito períodos do dia e noite.

 

grhastha, vairagi dunhe bale gora-raya dekha bhai nama bina jena dina nahi jaya

 

Olhe irmão! Gaura-Raya deu sua instrução. Não tem nenhuma importância que a pessoa esteja no grhastha-asrama ou no vairagi-asrama. Ambos devem não permitir um dia, uma hora ou até mesmo um momento, passar sem recitar hari-nama.

 

bahu anga sadhane bhai nahi prayojana krsna-namasraye suddha karaha jivana

 

Ei irmão! Não há necessidade de praticar muitos ti­pos de sadhana. Simplesmente, por abrigar-se em krsna-nama, sua vida se tornará purificada e signi­ficativa.

 

baddha-jive krpa kari krsna haila

nama kali-jive daya kari krsna haila gauradhama

 

Sendo misericordioso com as jivas que estão atadas por esta era de discórdia, Sri Krsna tornou-se nama-rupa; então, sentindo ainda mais compaixão, Ele também tornou-se Gaura e Sri Gaura-dhama (Navadvipa).

 

ekanta-sarala-bhave bhaja gaura-jana

tabe ta paibe bhai sri-krsna-carana

 

Então, com o coração sincero, determinação e sem duplicidade, simplesmente adore Sri Gauracandra. Irmão, através deste meio, você irá certamente alcançar o abrigo dos pés de lótus de Sri Krsnacandra.

 

gaura-jana-sanga kara gauranga baliya hare krsna nama bala naciya naciya

 

Cante Hare Krsna nama-kirtana na associação de Gaura bhaktas, dance continuamente e grite: “Ó Gauranga! Ó Gauranga!”

 

acire paibe bhai nama-prema-dhana

 yaha vilaite prabhur ‘nade’ e agamana

 

Ó irmão! Estando deste modo ocupado logo mais você irá receber a inestimável riqueza de prema, a jóia mais preciosa, a qual Sriman Mahaprabhu veio a Nadiya para distribuir.”

 

MAHA-PREMA,

 

krsna-nama dhare kata bala

 

Qual é o poder que possui o nome de Krsna? (refrão)

 

visaya-vasananale mora citta sada jvale, ravi-tapta maru-bhumi sama karna-randra-patha diya, hrdi majhe pravesiya, barisaya sudha anupama

 

Meu coração era como um deserto ressecado pelos raios do sol, queimando no fogo dos desejos munda­nos. Mas quando através de meus ouvidos, sri-nama entrou no âmago do meu coração, trouxe alegria e calma, e um néctar inigualável invadiu minha alma.

 

hrdaya haite bale, jihvara agrete cale sabda-rupe nace anuksana kanthe mora bhange svara, anga kampe thara thara, sthira haite na pare carana

 

Sri-nama fala dentro de meu coração, move-se até a ponta de minha língua, e constantemente dança ali, na forma de um som transcendental. Minha garganta torna-se embargada e minha voz míngua, meu corpo treme repetidamente, e meus pés não permanecem fixos no chão.

 

cakse dhara, dehe gharma, pulakita saba carma, vivarna haila kalevara murcchita haila mana, pralayera agamana bhave sarva-deha jará-jara

 

Rios de lágrimas fluem de meus olhos, meu corpo é encharcado pela perspiração, toda minha pele treme de êxtase, meus cabelos ficam arrepiados; pálida e descolorida fica minha compleição. Eu sinto verti­gem, começo a experimentar devastação, meu corpo todo é tomado por um fluxo de extática emoção.

 

kari eta upadrava, citte varse sudha-drava more dare premera sagare kichu na bujhite dila, more ta batula kaila, mora citta-vitta saba hare

 

Enquanto causa tal perturbação extática, sri-nama derrama um néctar líquido em meu coração e, me submerge num oceano divino de prema. Ele não me permite entender nada, mas me deixa louco ao roubar minha mente e todos os meus recursos.

 

lainu asraya jan’ra hena vyavahara tan’ra varnite na pari e sakala krsna-nama icchamaya jahe jahe sukhi haya sei mora sukhera sambala

 

Tal é a conduta dAquele em quem me abriguei. Sri-krsna-nama é independente e age de acordo com Sua doce vontade. Sou incapaz de descrevê-Lo completamente. Se Ele de alguma forma se tornar feliz, esta é a causa da minha felicidade.

 

premera kalika nama, adbhuta-rasera dhama hena bala karaye prakasa isat vikasi’punah, dekhaya nija-rupa-guna citta hari laya krsna pasa

 

Sri-nama é o botão do lótus de prema, e a morada da rasa surpreendente. Tal é o poder que Ele manifesta, que quando Ele começa a florescer um pouquinho mais, Ele revela Sua divina forma e qualidades.

 

Deste modo, meu coração foi arrebatado e levado à presença de Sri Krsna.

 

purna-vikasita haña, braje more jaya laña dekhaya more, svarupa-vilasa more siddha-deha diya, krsna-pase rakhe giya e dehera kare sarba-naasa

 

Agora, completamente florescida, a flor de prema de sri-nama levou-me para Vraja, revelando-me os pas­satempos de Seus próprios jogos amorosos. Nama mostra meu próprio siddha-deha, mantém-me ao lado de Krsna, e destrói tudo o que está relacionado a esta minha forma mortal.

 

krsna-nama cintamani akhila-rasera khani nitya-mukta suddha-rasamaya namera balai yata, saba la’ye hai hata tabe mora sukhera udaya

 

O nome de Krsna é uma pedra filosofal (cintamani) que satisfaz todas as aspirações divinas; é uma mina de toda bhakti-rasa. Ele é eternamente liberado, e Ele é a personificação de suddha-rasa. Quando todos os impedimentos do cantar de suddha-nama forem destruídos, então irei conhecer o despertar de minha verdadeira felicidade.

 

 

 

 

 

 

 

NOTICIAS DO MUNDO VAISNAVA

 

DIRECTION OF MANAGEMENT DETERMINAÇÕES OFICIAIS DE

 SRILA PRABHUPADA PARA SEU MOVIMENTO

 

Diversos Sites Vaisnavas

 (sendo revisado)

 

 

 

Índice Geral de Tópicos

 

Estamos no Ar desde 20 de janeiro de 2.003

Você é o nosso visitante nº

 

Bhakti YogaComunidades Vaisnavas no Orkut - Culinária Vegetariana  -Editorial - E-mail Guardiões/Fale Conosco -   Livros - Notícias - Orkut - Guardiões.com - Orkut  Tulasi Dev  -  Página Principal em  Português -  Parampara - Relação de Editoriais e Textos - Sridhara Maharaja no Brasil - Srila Prabupada no Brasi -  Tilaka - Tulasi

ÍNDICE DE TEXTOS ANTERIORMENTE PUBLICADOS E

Tópicos que Destacamos

 

Não Precisamos de ajuda financeira 

Contamos com sua PARTICIPAÇÃO

  COMENTANDO - SUGERINDO - MANDANDO TEXTOS/IMAGENS

Feed Back

 

 

História do Movimento Hare Krsna contada por quem viveu

 

Quem Somos - Artes Marciais - Bhakti Yoga Links - Livros -   Linha Editorial  - Fale Conosco - Acaryas  - Tópicos que Destacamos

 

 

casa